segunda-feira, 25 de julho de 2016

Alimentação Balanceada x Cabelos Saudáveis

Olá cacheadas!

Tudo bem? Tem bastante tempo que não venho para falar de cabelos, né? Meu cabelo nesse inverno não está me obedecendo e fica bem difícil exibir ele por aqui. Mas não dá pra ficar fugindo né? Se não pode com eles, junte-se! Põe mais volume aí!!! Hoje eu vim aqui para falar de algo que eu tenho reparado muito ultimamente. A maioria das mulheres pessoas que faz dieta, tem como objetivo o tão sonhado corpo perfeito, como o meu corpo não me desagrada muito, e eu não tenho tendência a ganhar peso, a dieta sempre passou longe. Mas de uns tempos para cá, comecei a observar que quando passo muito tempo comendo besteiras e com a alimentação bem desregrada, (na época de férias da faculdade principalmente), eu acabo sentindo os efeitos disso na minha pele e cabelos. Nessas férias, por exemplo, tenho notado os meus poros mais abertos, pele mais oleosa, cravos e espinhas. No cabelo não é diferente, as cutículas estão bem abertas e os cachos tem perdido a definição. É claro que não podemos esquecer que as temperaturas mais frias e a baixa umidade também são responsáveis. Mas quando cabelo e pele estão bem nutridos os efeitos do clima não interferem tanto.


Como já falamos aqui no post sobre cronograma capilar, um fio saudável precisa do equilíbrio entre os nutrientes. No cronograma, nos preocupamos em usar produtos próprios para hidratação, nutrição, e reconstrução dos fios. Mas o uso externo desses nutrientes não tem tanto efeito se o organismo não está com esses nutrientes em equilíbrio. Para cabelos bem hidratados é essencial a ingestão de líquidos, beber dois litros de água por dia já é meio caminho andado para a boa saúde dos fios. Eu sei que no inverno é meio difícil se lembrar de beber água, mas eu tenho duas dicas simples. Primeiro, na escola, ou no trabalho, tenha sempre uma garrafa de água perto de você. Seja na sua mesa, carteira, ou home office. Essas garrafinhas personalizadas, coloridas e cheias de detalhes ajudam porque chamam atenção e quanto mais você vê, mais você bebe. A segunda dica são os aplicativos para celular, eles te lembram de hora em hora, se você é meio esquecida assim como eu, vai te ajudar muito, já que o celular é um item que está sempre por perto. E se você não gosta de beber água, tente as águas saborizadas com frutas, são diferentes e tem um pouco mais de “graça”. Se mesmo assim não rolar, o jeito é correr pros sucos naturais. Mas evitem açúcar. A própria fruta já tem açúcar o suficiente pro seu organismo.


Além da hidratação é importante se preocupar com a nutrição dos fios. Para nós, cacheadas, a oleosidade natural do fio sempre foi um problema, então precisamos nos preocupar com a ingestão de lipídeos, é claro que ninguém quer se entupir de gordura. Mas ela também deve estrar presente na alimentação, da maneira correta é claro. As principais gorduras “do bem”, não só no quesito cabelo, são os ômegas 3, e 6. Encontrados em peixes como o atum, a sardinha e o salmão, além da linhaça, do azeite, e das oleaginosas.


Outra coisa que nos preocupa muito, principalmente para quem tem cabelos mais frágeis e quebradiços é a reconstrução capilar. Mas do que adianta encher o cabelo de queratina, se o fio não consegue os nutrientes que precisam para se reconstruir? Pois é, para a reconstrução o fio precisa de massa e para isso, a ingestão de proteína é essencial. Podemos encontra-la nas carnes vermelhas, frango, peixe, ovos, e leite.

Agora que já sabemos dos principais alimentos que precisamos para manter um cabelo saudável, mas do que nunca precisamos de cuidado, não dá para sair por aí comendo tudo desregradamente só porque têm proteína, lipídeos, e água. A alimentação precisa ser equilibrada, e outros nutrientes também precisam fazer parte da rotina alimentar. Uma nutricionista vai saber melhor do que você precisa. Se ir a nutricionista não é uma opção para você, seja lá qual for o motivo, não deixe de acompanhar os próximos posts onde eu vou falar de alimentação balanceada.